19-2000: 5 coisas que estão acontecendo na era das mudanças

Senhores passageiros, sejam muito bem-vindos ao ano de Mil Novecentos e Dois Mil, um ano onde o novo convive com o velho, os métodos antigos conflitam com os métodos novos e o mundo nunca presenciou tanta mudança em tão pouco tempo.

 

Ao seu lado esquerdo, podem ver algumas coisas, alguns hábitos e alguns nuances dessa era que os aguarda:

 

1 – Métodos antigos conflitando com métodos novos

 

– Ô menino do computador, tem como você fazer o sistema imprimir um relatório pra mim?

 

– Mas senhor, não é mais fácil verificar os dados pelo dashboard, que tem 2493 animações, onde o senhor pode ver vários outros dados passando o mouse em cima, inclusive interagir com os dados fazendo simulações e estudos de caso?

 

– Não consigo ler nada pelo computador, preciso de um papel mesmo.

 

– Todos os clientes que eu atendi nos últimos 12 anos

 

Como pode ser visto ao seu lado esquerdo, a modernização de muitos métodos é barrada pela manutenção da forma de trabalho confortável. Inércia mental? Medo da mudança? Ou simplesmente o comodismo aliado a uma dose de “I don’t care”?

O mundo está girando rápido demais.

 

2 – Fake News

 

Como diria o antigo provérbio chinês:

 

テーブルの本

 

Que significa: “Não acredite em tudo o que te dizem”, o Fake News é muito mais do que uma tentativa de espalhar uma palavra errada: É resultado da preguiça.

 

Devido a natureza ágil das notícias em mídias sociais, a vigência de um conteúdo dura pouco, independente da temporalidade e/ou atemporalidade do mesmo. Isso cria uma necessidade da rápida criação de conteúdo, que engloba a falta de pesquisa para a produção, plágio coletivo e a falta de conhecimento em árabe para entender o real significado da frase destacada acima.

 

Tudo isso acaba impedindo seus sapatos brilharem e gerando além de tudo, o efeito telefone-sem-fio, aquela brincadeira de criança onde o primeiro dizia “Banana” e no último chegava “beterraba”.

 

3 – Hiper Conectividade

 

Quem aqui não gostaria de estar sempre ciente do que está acontecendo com todas as pessoas do seu círculo social e do círculo social das pessoas que estão no seu círculo social? Desde status de relacionamento, trabalho atual, últimas viagens, onde estiveram hoje, localização em tempo real, e tudo mais? Bom… eu particularmente não sinto essa necessidade…

 

A alta disponibilidade de informação, seja de outros humaninhos ou dos sistemas por aí, permite tomadas rápidas de decisão e interações simples, mas toda essa informação precisa mesmo entrar pra dentro da sua caixola? Não se pode criar métricas e prioridades da visualização das informações para que em nossas mentes só conste o essencial em vez de ficar horas e horas dando scroll up no facebook?

Bom, isso é o que o facebook quer (e todas as redes sociais), então a menos que se vá utilizar o facebook ao seu favor, acaba sendo anti-produtivo, muita informação gerando pouco retorno e tempo perdido. Mas afinal, se tempo é eliminação, então não temos nada a perder, não é mesmo?

 

4 – Comunicação Violenta

 

Não é preciso ser nenhum Marshall Rosenberg para entender o quanto a comunicação no mundo de 19-2000 é violenta. “Compre isso”, “Faça aquilo”, “Se pareça com aquilo outro”, “Siga essa movimento”, entre outros imperativos, imperam nos nossos ouvidos e em muitos gestos.

Imperadores digitais – os famosos gurus – lançam tendências, mindsets e receitas de bolo que são rapidamente mimetizados por seus assíduos ouvintes. E não paramos por aí! Homo sapiens sapiens ávidos por exalarem seus valores, se tornam verdadeiros juízes virtuais, ditando o “certo” e “errado”.

 

Você não deve fazer isso, você tem que ter o seu próprio pensamento e seguir ele fielmente, senão você está errado. Não se deixe tornar um macaquinho manipulado, que não sabe a diferença do seu cérebro e do seu “rabo”, e que da sua boca não saia vértebras. Ou faça o que quiser.

 

5 – Listas de “5 coisas que…”

 

Finalmente estamos pousando em nosso destino, espero que tenha tido um ótimo vôo. Se você chegou até aqui, é provável que tenha lido 40.32% das palavras que escrevi. As listas de 5 coisas são uma síntese dos 4 tópicos anteriores, sendo uma mudança aos antigos textos quilométricos que ninguém lia, unido à uma dose de escrever sem pesquisar muito, te dando muitas informações aleatórias e ditando violentamente uma opinião.

 

Pedimos que os passageiros entendam que o texto está salpicado com um pouco de amoralidade e de ausência de juízo de valor, as informações são apenas constatações rápidas e que nada é necessariamente certo ou errado.

 

E se me permitem uma colocação violenta: Ouçam Gorillaz, é bom, day doo de bop.

 

 

Texto por Cristiano Costa

Deixe um comentário!!!