A leveza que um desafio traz

 

O dia a dia de aulas e estudos durante a graduação pode ser monótono e cansativo. É importante incluir atividades extracurriculares que tragam um certo desafio pra quebrar a rotina pesada da faculdade.

Em 2017 inclui na minha grade a disciplina de empreendedorismo social e não tinha a menor ideia de como as coisas se desdobrariam ao longo do semestre, muito menos que seria um dos maiores desafios durante o curso.

A disciplina é oferecida para o curso de Administração e tem como objetivo fazer com que os alunos se envolvam em uma causa ou instituição de Itajubá e região. Meu grupo e eu optamos por desenvolver nosso trabalho no Lar da Providência.

Na nossa primeira visita ao Lar, a presidente nos contou algumas necessidades da instituição, mas seu maior desejo era melhorar as condições do brechó, única fonte de renda própria de lá, já que eles dependem de doações para manter seu funcionamento.

Conhecendo o brechó, pontuamos diversas melhorias que poderíamos fazer e recebemos diversas ideias e sugestões, nem todas eram viáveis pro nosso bolso. Nesse momento pude ter noção do tamanho do nosso desafio. Estávamos iniciando o Projeto Roupa Nova, que seria extremamente envolvente, trabalhoso e de um custo maior do que esperávamos.

Depois de alguns dias apresentando o projeto para comerciantes de Itajubá e conversando com parceiros, conseguimos doações de todo material e mão de obra necessária para a reforma.

As visitas ao brechó eram quase diárias, esvaziamos todo o local, separamos roupas para doação, fizemos uma campanha de arrecadação de roupas com vários pontos de coleta espalhados pela cidade, separamos e etiquetamos todas as peças por tamanho e valor.

A reforma estava correndo muito bem, alguns funcionários do Lar se envolveram e nos ajudaram muito durante o processo. Nesse momento pude ter noção de como uma reforma é trabalhosa, já que várias surpresas foram surgindo pelo caminho: além de trocar toda parte elétrica, quebrar paredes, trocar vidros e forro, descobrimos espaços que não eram utilizados e transformamos em um provador!

Dois meses depois, era o momento de limpar o brechó e organizar todas as roupas no local. Passamos alguns bons dias pra finalizar essa etapa e contamos com a ajuda de sete voluntários. Finalizamos com a vitrine e a construção de uma nova fachada e o “Brechó do Asilo” estava pronto.

O Projeto Roupa Nova impactou mais de 60 moradores do asilo e contou com a ajuda de mais de 30 parceiros. Essa semana o novo brechó fez um ano desde a finalização da reforma e, logo no início, os resultados já eram extremamente positivos pro Lar da Providência.

Já na reinauguração que teve festa junina como tema, era possível perceber o brilho nos olhos dos funcionários, moradores do asilo e, até mesmo alguns clientes do brechó. Todos estavam encantados e extremamente satisfeitos com o resultado e com a dedicação da equipe com o projeto.

 

 

Durante toda execução do Projeto Roupa Nova, a rotina com certeza ficou mais puxada e trabalhosa, mas naquele dia eu percebi como é maravilhoso estar envolvida em um projeto como esse. O sentimento de satisfação e dever cumprido supera qualquer dificuldade ou medo que sempre surgem quando a gente topa um desafio assim, e isso, com certeza, deixa a graduação muito mais leve! Tenho uma gratidão enorme pela professora Andrea Mineiro que ofereceu todo suporte que precisávamos e à Bruna Mendes, Guilherme Madeira, Isabela Carvalho e Nathalia Guimarães que toparam esse desafio comigo e fizeram do Projeto Roupa Nova uma das experiências mais inspiradoras que já tive.

 

 

Texto por Carol Vieira

Deixe um comentário!!!