Se você PODE fazer, FAÇA!

 

A fotógrafa que não sabia sobre o que escrever está aqui novamente, mas dessa vez ela já tem um assunto. Como vocês já devem ter percebido, as vezes sou um pouco insegura, contudo não é por estar sem segurança  que devemos desistir de tudo. Escrever meu primeiro texto aqui foi um desafio, mas não desisti pois sabia que de dentro de mim sairia algo no qual vocês precisariam ouvir (ou ler, haha).

Desistir, verbo intransitivo, ou verbo transitivo indireto, ou, simplesmente, verbo que não é para existir no seu dicionário. A desistência é o mesmo que não querer saber o que vem pela frente e não ter resultado. O que chamo de parar no tempo e não viver, totalmente sem sentido.

Assim, chegamos ao título deste texto… Se você PODE fazer, FAÇA! Não fique parado aí, pois se você não fizer quem irá fazer? Esse pouquinho que pode parecer “perda de tempo” é muito significante para alguém, e no final pode se tornar algo incrível! Mas se desistir… Não dá para saber. E por que resolvi falar sobre esse assunto, talvez, um pouco “clichê”?

Bom, alguns meses atrás me deparei com a disciplina de Empreendedorismo Social. O que teríamos que fazer basicamente era um projeto inovador para buscar o bem social. Então, conversando com meu grupo, conversa vai, conversa vem… decidimos que queríamos fazer algo em que a Universidade se lembrasse. Mas o que?

Muitos grupos da turma decidiram fazer projetos grandes realmente TOP! Inclusive estão todos de parabéns, é cada coisa linda e ideia boa que se vê por aí… Haja C-R-I-A-T-I-V-I-D-A-D-E! (Acho que leram meu texto hahaha…). Mas voltando ao nosso projeto, você ainda deve estar se perguntando “O que será que o grupo dela resolveu fazer para a Universidade?”

O nosso grupo decidiu se lembrar dos “ser humaninhos” que muitas vezes são esquecidos. Sim, você pode estar pensando “nossa mas é pequeno, ninguém vai se lembrar”. E é um desafio, sim! Se vamos fazer algo pequeno, que esse pequeno seja feito de forma diferente e C-R-I-A-T-I-V-A para que seja inesquecível e se torne grande!

Na Universidade já existe um grupo que tem se preocupado com essa causa, o “Força Tarefa – Dogs Unifei”. Iniciaram seus trabalhos no final do ano passado, mas muitos não conhecem ainda por ser um projeto novo. Assim, entramos em contato com eles e decidimos ajudar na causa.

O projeto começou, e já tivemos alguns motivos para comemorar. Realizamos o primeiro “Banhaço” na Unifei, os dogs ficaram cheirosinhos, alguns já foram atendidos por veterinários, conseguimos diversas doações tanto em ração, como também em dinheiro e um “ser humaninho” foi adotado.

Desde que toda essa ideia de ajudar os dogs universitários começou, senti na verdade que quem está ganhando não são só os cachorrinhos, mas todo o grupo. É um sentimento que não dá para explicar, é tão gratificante, uma felicidade que contagia! Ver a alegria desses animais é motivo de felicidade para nós! Aliás, quero aproveitar para agradecer ao Força Tarefa – Dogs Unifei, a todos os voluntários que nos ajudaram, e as integrantes da equipe Ana Carollyna Pelegrini, Mayara Souza e Thalita Luz. Sem vocês nada disso teria acontecido!

Mas tem mais coisas para serem feitas pela frente… Entretanto, ainda não podemos contar… E como já disse é algo C-R-I-A-T-I-V-O e inesquecível! Ficaram curiosos?! Já já vocês ficarão sabendo… É só dar um pouquinho mais de atenção para os doguinhos! 🙂

Se você quiser saber mais sobre o projeto curta a página do Facebook: https://www.facebook.com/forcatarefaDogsUNIFEI/

Se quiser contribuir com nossa vakinha:
https://www.vakinha.com.br/vaquinha/dogs-unifei

 

 

Texto por Faeli Fowler

Deixe um comentário!!!