Uso de sementes de Moringa Oleifera para tratamento de águas superficiais!

Já ouviu falar nessa arvore chamada por muitos de árvore da vida?

Pois é, a Moringa oleifera é conhecida por diversos benefícios a saúde humana, desde a desnutrição até doenças, além de auxiliar na reposição de vitaminas essenciais para o corpo humano, sendo fonte de cerca de 90 nutrientes e contém todos os aminoácidos, já que todas as suas partes (raízes, folhas e sementes) são comestíveis.

Mas não para por ai, estudos realizados por diversos pesquisadores, comprovaram mais um super poder dessa arvore, ela pode auxiliar no tratamento de águas superficiais!

Isso mesmo, a super arvore pode ajudar e muito no tratamento de água no processo de clarificação, principalmente em locais que não há tal recurso ou até mesmo reduzir os custos em uma estação de tratamento de água!

Mas não sabe o que é clarificação? É o processo durante o tratamento de água que é responsável por clarificar a água, através da retirada das partículas que estão suspensas, que acabam por dar cor na água. Essa retirada é realizada por meio de um processo denominado coagulação, que é quando devido a ação de uma substância, chamada coagulante, as partículas suspensas se aglomeram e podem ser facilmente retiradas depois, deixando a água clarinha, como a que consumimos e utilizamos em nosso dia a dia.

Mas perai, o que ela faz?

As sementes dessa arvore, que por sinal são em grande quantidade, cerca de 10 kg no primeiro ano e 20 kg do segundo ano de vida, são trituradas e misturadas na água, as suas proteínas catiônicas por serem solúveis em água e em contato com as partículas de carga negativa, promovem a coagulação. Ademais, a semente faz com que durante o processo o Ph da água não se altere tanto, e consequentemente, diminui os gastos com a correção do Ph, o que frequentemente acontece nas estações de tratamento.

 

 

Texto por Alana Junho

Deixe um comentário!!!